As notas vermelhas

 

Seu Boaventura, avô de Piedade, uma menina de origem portuguesa que estudava numa escola interiorana gaúcha, ele era torcedor fanático do Internacional.

Um dia quando Piedade chegou em casa, portando o boletim com as notas do semestre, levou um xingão da mãe Tereza que avisou:

– Teu pai não vai costar nada de ver tuas notas!

O avô, confidente, não sabia ler, muito menos escrever, mas era um bonachão.

Quando Piedade mostrou as notas, prevendo a bronca do pai, Pedro Bento, Boaventura contemporizou.

– Ficas tranquila miúda, teu pai é colorado e o Inter está ganhando.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *