A mídia na escola da EJA

Escrever um jornal a partir do aprendizado em sala de aula requer pauta, prática e conhecimento das plataformas digitais, coisa que para um professor migrante às novas tecnologias se apresenta como um desafio e tanto. O máximo que consegue, com muito esforço, é configurar num modelo do Word toda a produção dos alunos. No final, o simples torna-se plausivel. Sim, os registros dos alunos de EJA do CMET Paulo Freire de Porto Alegre, ganharam forma, fotos, ilustrações e a publicação. Todas as fases contempladas e, como recompensa, o reconhecimento de um trabalho onde as lembranças pessoais foram transformadas em fonte de informação.

Veja no link –  Jornal EJA da turma 307 do CMET

Autor: flaviodamiani

Jornalista, cronista, mora em Porto Alegre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *