INCOERÊNCIAS

 

BLINDAGEM – Enquanto a verdade nua e crua aparece nas revelações do The Intercept, compartilhada pela parte coerente da mídia brasileira, grandes redes de comunicação continuam caladas temendo o pior. De outra parte as instituições com poder de polícia, como a Federal, procuram rastrear a origem das denúncias, quando deveriam prender o chefe.

ÉTICA – As notícias mais recentes captadas pelo vazamento dão conta de que o irrefutável procurador da República das laranjas cobrou um valor módico de 30 mil cédulas para dar uma palestra e exigiu passagens e hospedagens para a família toda num hotel de luxo a beira mar no nordeste brasileiro. A palestra foi sobre ética e combate a corrupção.

PERGUNTAS – Por fim, outra noticia não menos grave, aliás, não tem noticia leve nos vazamentos, é de que Moro e Deltan queriam desviar uma graninha, dinheiro público da 13ª Vara Federal para fazer propaganda da Lava Jato. Ora, não precisa entender de marketing para concluir que a operação dos sócios da república de Curitiba sempre esteve presente na mídia, 24 horas por dia, sete dias por semana em todos os dias do ano, de forma gratuita. Publicidade pra quê, ou melhor, para beneficiar quem ou o quê?

 

Autor: flaviodamiani

Jornalista, cronista, mora em Porto Alegre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *