Pacíficos ou coniventes?

Para entender a acomodação dos brasileiros nivelado às demais Nações tipo Chile e Equador, é só bispar a história e ver que em meados de 1.500, enquanto os Tupiniquim se iludiam com espelhinhos, os índios Charrua do Uruguai reagiam contra a tentativa de posse do Rio da Prata, por parte do navegador espanhol Juan Dias de Solís. O enviado do rei pagou com a própria vida, os índios uruguaios não se entregaram. Esta é a diferença.

Esquadrinhando – O que sobrou da expedição do Solís, naufragou na costa brasileira e menos de uma dúzia dos sobreviventes foi parar na ilha dos perdidos, hoje, Florianópolis.

Autor: flaviodamiani

Jornalista, cronista, mora em Porto Alegre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *